Sobre cães, gatos e nossa saúde mental

Sobre cães, gatos e nossa saúde mental

De acordo com uma pesquisa publicada pela Associação Americana de Psicologia (APA), animais de estimação podem servir como fontes importantes de apoio social e emocional para todos os tipos de pessoas e não somente para indivíduos que enfrentam problemas de saúde físicos e psicológicos significativos.

E, segundo o estudo, os donos de animais de estimação eram tão próximos de pessoas importantes em suas vidas quanto de seus animais, indicando que as relações com animais de estimação não aconteciam às custas de relacionamentos com outras pessoas; nem as pessoas confiavam mais em animais de estimação do que nos companheiros humanos (quando o apoio social recebido era mais pobre).

Psicólogos da Universidade de Miami e da Universidade de Saint Louis conduziram três experimentos para examinar os potenciais benefícios da posse de animais de estimação entre, o que eles chamavam, de “pessoas comuns”. Os resultados de tal estudo foram relatados no Journal of Personality e Social Psychology, publicado online pela APA.

"Nós observamos evidências de que os donos de animais de estimação se saíram melhor, tanto em termos de resultados de bem-estar quanto em algumas diferenças individuais, do que pessoas que não tinham animais (a quem eles chamaram de “não-proprietários”)", disse o pesquisador Allen R. McConnell, da Universidade de Miami, em Ohio. “Especificamente, os donos de animais de estimação tinham maior autoestima, melhor forma física, tendiam a ser menos solitários, eram mais conscienciosos, eram mais extrovertidos, tendiam a ser menos medrosos e a ser menos preocupados do que os não-proprietários”.

Até agora, a maioria das pesquisas sobre os benefícios dos animais de estimação tem sido correlacional, o que significa que elas analisavam a relação entre duas variáveis, mas não mostravam como que uma causava a outra. Por exemplo, pesquisas anteriores mostraram que pacientes idosos do Medicare que tinham animais de estimação iam a menos consultas médicas do que pacientes sem animais de estimação, ou que homens HIV positivos que possuíam animais de estimação eram menos deprimidos do que aqueles sem.

Neste estudo, 217 pessoas (79% mulheres, com idade média de 31 anos e média de renda familiar anual de US$ 77.000) responderam a questionários que visavam determinar se os donos de animais diferiam de pessoas que não tinham animais de estimação em áreas como bem-estar, tipo de personalidade e estilo de se relacionar. Várias diferenças entre os grupos surgiram e, em todos os casos, os donos de animais de estimação eram mais felizes, mais saudáveis e mais bem ajustados do que os não-proprietários.

Um segundo experimento, envolvendo 56 proprietários de cães (91% dos quais eram mulheres, com uma idade média de 42 anos e renda familiar média anual de US $ 65.000), examinou se os donos se beneficiam mais quando acreditavam que seu animal satisfazia melhor suas necessidades sociais do que as pessoas ao seu redor. Este estudo encontrou maior bem-estar entre os proprietários cujos cães aumentavam seus sentimentos de pertencimento, autoestima e sentido de existência.

O último estudo, realizado com 97 estudantes universitários com idade média de 19 anos, descobriu que os animais de estimação podem fazer as pessoas se sentirem melhor depois de sofrer rejeição. Os sujeitos foram solicitados a escrever sobre um momento em que se sentiram excluídos. Então, eles foram solicitados a escrever sobre seu animal de estimação favorito, ou escrever sobre seu amigo favorito, ou desenhar um mapa do seu campus. Os pesquisadores descobriram que escrever sobre animais de estimação era tão eficaz quanto escrever sobre um amigo quando se tratava de afastar sentimentos de rejeição.

"O presente trabalho apresenta evidências consideráveis de que os animais de estimação beneficiam a vida de seus donos, tanto psicologicamente quanto fisicamente, servindo como uma importante fonte de apoio social", escreveram os pesquisadores. "Considerando que trabalhos passados se concentraram principalmente em donos de animais que enfrentam desafios de saúde mentais e físicos significativos, o presente estudo estabelece que também há muitas conseqüências positivas para as “pessoas comuns” que possuem animais de estimação."

Compartilhar:

Por | 2018-09-14T00:40:33+00:00 setembro 5, 2018|Saúde Mental, Viver bem|

Deixar Um Comentário