Sua postura afeta sua autoestima

Sua postura afeta sua autoestima

Pesquisadores na Nova Zelândia acreditam que uma postura caída pode afetar seu humor, autoestima e até mesmo sua resposta ao estresse. Este foi o resultado de um estudo publicado na revista Health Psychology, realizado com 74 adultos (55% mulheres) entre as idades de 18-67 anos que foram aleatoriamente designados para um grupo com postura sentada verticalmente (n = 39) ou um grupo com postura caída (n = 35).

Primeiro eles completaram uma série de testes que mediram humor e autoestima. Eles foram, então, equipados com um aparelho acoplado no dedo para monitorar continuamente a pressão arterial e frequência cardíaca.

O grupo de postura curvada foi convidado a ficar com ombros caídos, costas e cabeça inclinadas. Aqueles no grupo de posição ereta foram solicitadas a sentar-se eretos com os ombros para trás e as omoplatas atraídas uma para a outra. Fitas de terapia (aquelas fitas coloridas comumente utilizadas por atletas) foram, então, aplicadas em suas costas, assim como marcadores de LED que avaliavam mudança postural.

Feito isso, os participantes foram solicitados a ler as instruções sobre “como lavar a roupa” durante 3 minutos para obter leituras básicas de frequência cardíaca e pressão arterial, assim como a sua velocidade de leitura. Eles, então, foram solicitados a imaginarem ser entrevistados para o emprego dos seus sonhos e tiveram 5 minutos para dizer ao painel porque eles eram os melhores candidatos. Depois de um momento para se preparar mentalmente, seus discursos para o painel imaginário foram gravados em vídeo. Eles, então, completaram uma avaliação pós-teste de humor, percepção de ameaça e autoestima.

Os resultados mostraram que os membros do grupo com postura caída observaram ser mais medrosos, obtusos, sonolentos, passivos, nervosos e quietos. O grupo da postura ereta relatou ser mais fortes, enérgicos e entusiasmados e tinham maior autoestima do que os participantes do grupo de postura caída.

Os participantes do grupo ereto também falaram mais palavras durante sua entrevista simulada, e usaram palavras de emoção mais positiva e pronomes pessoais de primeira pessoa do que aqueles que estavam no grupo de postura caída. Eles também tinham maior pressão arterial.

Com base nos resultados, os autores do estudo especularam que a postura é capaz de afetar a emoção através da ativação do sistema nervoso autônomo, bem como dos sistemas esquelético e neuroendócrino. Eles também sugeriram que a autopercepção pode estar contribuindo para as diferenças entre os grupos ereto e caído. No entanto, eles não foram capazes de determinar se a postura afetava diretamente ou não o humor, mas isso ainda é uma possibilidade.

 

Como o Yoga pode melhorar a postura?

Se você quer melhorar sua postura, há boas notícias. Evidências emergentes mostram que a prática consistente de yoga pode ajudar a contrabalançar uma postura desequilibrada, fortalecendo os músculos que sustentam a coluna.
Um estudo recente com alunos iniciantes e avançados de yoga e professores, publicado na revista Complementary Therapies in Medicine revelou que os músculos eretores da espinha, que são fundamentais para a saúde postural, são ativados consideravelmente durante a postura da cadeira, postura do cão para cima e postura do guerreiro, assim como os músculos trapézios superiores na parte superior das costas. A ativação muscular foi maior e mais eficiente entre os praticantes mais experientes.

Os resultados também sugeriram que as posturas de yoga voltadas para os ombros, eretores da coluna, músculos abdominais e pescoço também podem ajudar a reduzir a hipercifose, ou a corcunda da viúva. Esta é uma notícia animadora para aqueles com problemas posturais existentes ou que desejam manter um bom alinhamento postural com a idade.

O Yoga pode fornecer um meio simples, mas eficaz, de melhorar a saúde muscular da coluna vertebral e de reter ou melhorar a mobilidade geral.

Não importa a sua idade ou estágio na vida, uma postura forte e ereta é importante para a saúde e o bem-estar geral. Agora sabemos que isso também pode ajudá-lo a ter uma disposição mais animada e mais resiliente.

Texto Original:

Compartilhar:

Por | 2018-09-22T16:05:32+00:00 setembro 24, 2018|Autocrescimento, Autoestima|

Deixar Um Comentário