Funcionários felizes são 12% mais produtivos

Funcionários felizes são 12% mais produtivos

A sabedoria convencional afirma que se pagarmos os funcionários o suficiente, eles serão produtivos. No entanto, pesquisas recentes indicam que há uma ligação entre a felicidade dos funcionários e a produtividade deles no trabalho e algumas empresas que já começaram a colocar este pensamento em prática já estão tendo uma recompensa.

Um estudo recente realizado por economistas da Universidade de Warwick descobriu que a felicidade levou a um aumento de 12% na produtividade, enquanto trabalhadores infelizes demonstraram ser 10% menos produtivos. De acordo com a equipe de pesquisa, “descobrimos que a felicidade humana tem efeitos causais grandes e positivos sobre a produtividade. As emoções positivas parecem revigorar os seres humanos”.

O professor Andrew Oswald, um dos pesquisadores que liderou o estudo, disse que empresas que investem em apoio e satisfação dos funcionários tendem a ter sucesso na geração de empregados mais felizes. No Google, a satisfação dos funcionários aumentou 37% como resultado dessas iniciativas, sugerindo que os incentivos financeiros não são suficientes para gerar funcionários altamente produtivos.

Shawn Anchor, autor de The Happiness Advantage, descobriu que o cérebro funciona muito melhor quando uma pessoa está se sentindo positiva. Nessas ocasiões, os indivíduos tendem a ser mais criativos e eficientes na resolução de problemas. Pesquisas adicionais mostraram que, quando os trabalhadores estão felizes, são colaboradores mais eficazes, trabalhando por objetivos comuns. Como Anchor vê, o incentivo para as organizações é claro – “felicidade leva a maiores níveis de lucros” para empresas que tomam as medidas certas.

Mas o ônus de melhorar a satisfação dos trabalhadores não precisa ficar apenas com as empresas. Pesquisas sugerem que há algumas maneiras simples de os funcionários aumentarem sua própria felicidade, como ajudar colegas de trabalho, meditar por pelo menos dois minutos todos os dias e refletir sobre três coisas pelas quais devem ser gratas no trabalho. Em outras palavras, relacionamentos e mindfulness importam.

Os pesquisadores de Harvard Phil Stone e Tal Ben-Shahar descobriram que estudantes com forte apoio social, tanto na escola quanto em casa, tendem a ser mais felizes e melhores em lidar com o estresse. À medida que esses alunos se tornam adultos, eles levam essas habilidades para o local de trabalho. Funcionários com fortes relacionamentos com colegas de trabalho também têm mais facilidade em permanecer engajados e lidam melhor com o estresse.

Isso levou algumas pessoas a argumentar que funcionários mais felizes também são melhores líderes. De acordo com Alexander Kjerulf, fundador da Woohoo Inc. e “diretor executivo de felicidade” da organização, a felicidade é o maior impulsionador da produtividade. Funcionários felizes, na opinião dele, tomam decisões melhores, são excelentes em administrar o tempo e possuem uma capacidade para liderança crucial.

Pelo que parece, certamente há espaço para melhorar o fator felicidade. Uma pesquisa recente da Gallup descobriu que apenas 13% dos funcionários estão engajados no trabalho, o que significa que a grande maioria dos adultos que trabalham não gosta de seu trabalho. Medidas recentes apontam que isso custa às empresas norte-americanas cerca de US $ 450 a US $ 550 bilhões por ano. Mas, vendo por outro lado, o engajamento (ou a falta de engajamento) dos trabalhadores é uma oportunidade para as empresas aumentarem sua produtividade investindo no bem-estar dos funcionários e na felicidade no local de trabalho.

Ainda assim, a questão de quantos recursos dedicar a essa causa permanece. E, nesse meio tempo, mais pesquisas são necessárias para determinar quais práticas são mais bem-sucedidas na geração desses resultados. Mas já há motivos para acreditar que esse é um daqueles raros casos em que você realmente pode deixar todo mundo feliz.

Texto Original:

Compartilhar:

Por | 2018-12-06T16:49:05+00:00 dezembro 6, 2018|Felicidade, Produtividade|

Deixar Um Comentário