Videogames te deixam agressivo?

Videogames te deixam agressivo?

Um novo estudo sobre os vínculos entre videogames e violência sugeriu que é a dificuldade do jogo e não o seu conteúdo que leva os jogadores a ficarem agressivos.

Pesquisadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, e da Universidade de Rochester, nos Estados Unidos, conduziram um estudo no qual voluntários jogavam jogos violentos e não-violentos, nos quais o nível de dificuldade era artificialmente manipulado.

Eles descobriram que os jogadores mostravam níveis maiores de agressão se não conseguiam dominar os controles de um jogo depois de 20 minutos - independentemente de o jogo incluir conteúdo violento ou não.

"Se os jogadores se sentirem contrariados pelos controles ou pelo design do jogo, eles podem acabar ficando agressivos", disse Andrew Przybylski, coautor do Oxford Internet Institute. “Esta necessidade de dominar o jogo foi muito mais significativa do que se o jogo continha material violento.”

A questão sobre se os videogames incentivam ou não o comportamento violento é controversa entre os psicólogos.

Um estudo recente de Cingapura sugeriu que as crianças que jogam frequentemente jogos violentos tinham maior probabilidade de acreditar que bater em outras pessoas era aceitável. No entanto, esse estudo foi muito criticado por seus métodos imprecisos de coleta de dados, incluindo pedir às crianças que relatassem seus próprios sentimentos e ações.

Os cientistas por trás dessa pesquisa mais recente acreditam que são os primeiros a explorar como a estrutura e a mecânica dos jogos – em vez de seu conteúdo – podem levar a agressividade. "Até o momento, os pesquisadores tendiam a explorar aspectos passivos dos jogos, como se olhar para o material violento em jogos eletrônicos dessensibiliza ou agrava os jogadores", disse o Dr. Przybylski. "Nós nos concentramos nos motivos pelas quais as pessoas jogam os jogos eletrônicos e descobrimos que os jogadores têm uma necessidade psicológica de se destacar quando jogam".

Parte da pesquisa envolveu uma modificação do popular e aclamado jogo Half Life 2. Os cientistas ajustaram o título para que, em vez de atirar nos adversários, os jogadores apenas os marcassem antes que “evaporassem suavemente”. Eles, então, variaram a dificuldade do jogo dando um tutorial que explicava os controles do jogo apenas para alguns dos jogadores.

O estudo descobriu que aqueles que não receberam o tutorial ficaram mais agressivos, independentemente de terem jogado ou não a versão violenta do jogo. No entanto, os pesquisadores também enfatizaram que o estudo não desconta completamente os efeitos do conteúdo violento. "O estudo não está dizendo que o conteúdo violento não afeta os jogadores, mas nossa pesquisa sugere que as pessoas não são atraídas a jogar jogos violentos com o objetivo de se sentirem agressivas", disse o coautor Richard M Ryan, da Universidade de Rochester.

“Em vez disso, a agressividade decorre de se sentir fora do controle ou incompetente durante o jogo. Se a estrutura ou o design dos controles de um jogo frustra o prazer, é isso, e não o conteúdo violento, que parece gerar sentimentos de agressão”.

Texto Original:

Compartilhar:

Por | 2018-12-06T15:26:27+00:00 dezembro 6, 2018|Jogos Eletrônicos, Violência|

Deixar Um Comentário